quinta-feira, 28 de fevereiro de 2013

News: Lançamento de ''Cidade das Almas Perdidas''

A Galera Record (editora que lança os livros da série ''Os Instrumentos Mortais'') divulgou a data prevista para o lançamento do 5º livro da série: ''Cidade das Almas Perdidas''. De acordo com a editora, o livro será lançado em maio de 2013!!! O livro continua os conflitos criados em ''Cidade dos Anjos Caídos'' e é o penúltimo da série, antecedendo o ''Cidade do Fogo Celeste''. Confira capa e sinopse de ''Cidade das Almas Perdidas'': 

 

Sinopse: O demônio Lilith foi destruído e Jace se livrou de seu cativeiro. Mas quando os Caçadores de Sombras chegam para resgatá-lo, tudo o que eles acham é sangue e cacos de vidro. Não só o garoto que Clary ama está desaparecido, como também Sebastian, o filho de Valentim: um filho determinado a ter sucesso onde seu pai falhou, e fazer os Caçadores de Sombras se ajoelharem.
Apenas um pequeno grupo de amigos e a família de Clary e Jace acreditam que ele ainda possa ser salvo — e o destino dos Caçadores de Sombras pode depender dessa salvação. Eles devem desafiar a Clave e agir por eles mesmos. Alec, Magnus, Simon e Isabelle têm que trabalhar juntos para salvar Jace: negociando com a sinistra Rainha das Fadas, fazendo acordos com demônios, e no fim se voltam para as Irmãs de Ferro — as que fazem as armas para os Caçadores de Sombras — que os contam que nenhuma arma na Terra é capaz de destruir o laço de Sebastian e Jace. Sua única change de libertar Jace é desafiar o Inferno e o Paraíso — um risco que poderia acabar tirando a vida de um, ou até mesmo de todos.
E eles tem que fazer isso sem Clary. Clary entrara nas profundezas das trevas, para jogar um perigoso jogo completamente sozinha. O preço de perder o jogo não custará apenas sua vida, mas a alma de Jace. Ela está disposta a fazer qualquer coisa por ele, mas ela ainda pode confiar em Jace? Ou ele está perdido de verdade? E se o preço for caro demais, até mesmo para o amor?
Trevas ameaçam para reivindicar os Caçadores de Sombras no angustiante quinto livro da série Os Instrumentos Mortais.
Nenhuma mágica que a Clave faça consegue localizar nenhum dos garotos, mas Jace não pode ficar longe — não de Clary. Quando eles se reencontram, Clary descobre as horríveis mágicas que a morte de Lilith causou — Jace não é mais o menino que ela amava. Ele e Sebastian agora compartilham um laço, e Jace se tornou aquilo que ele mais temia: um verdadeiro servo do mal de Valentim. A Clave está determinada a destruir Sebastian, mas não há como machucar um garoto sem destruir o outro. Será que os Caçadores de Sombras hesitarão em matar um deles?

Já estou contando os dias desde que li a ultima linha de ''Cidade dos Anjos Caídos''... Vamos ter que manter a ansiedade até maio. Até lá, Caçadores ;).

quarta-feira, 27 de fevereiro de 2013

Conheça o autor: Eleonor Hertzog


Eleonor Hertzog, por ela mesma: 

Meu nome é Eleonor Hertzog e sou gaúcha de Porto Alegre. Pediatra por formação, sou escritora de coração. Leio desde que descobri o que eram livros; não vou dizer que escrevo desde a mesma época porque eu era realmente muito pequena. Mas, desde o primeiro livro, descobri que adorava contar histórias. No começo eram as dos livros. Mais tarde, as dos livros com alguns acréscimos. E, na adolescência, começaram a pipocar personagens, lugares e situações que não vinham de livro nenhum – estavam dentro de mim. Eu cresci, meus personagens se tornaram mais complexos. Eu aprendi, eles passaram a ver o mundo de outra forma. Tive filhos, eles souberam como ser pais e mães convincentes. O enredo se tornou mais bonito e complexo e, de repente, descobri que não tinha apenas uma história dentro de mim. Tinha mundos inteiros! Durante anos, família e alguns amigos muito próximos (meus únicos leitores até agora) me questionaram a respeito de quando eu iria finalmente considerar o livro pronto. Bom, está pronto agora. Orgulhosamente pronto! Entrego nas mãos de vocês meus personagens, meu enredo, meus mundos. Espero que tenham tanto prazer lendo quanto eu tive escrevendo! 

Confira sinopse e capa do livro: 
Cisne - Eleonor Hertzog: 



Ninguém sabe exatamente quais são os critérios de seleção da Escola Avançada de Champ-Bleux, mas não há como discutir sua eficácia. Seus exames de ingresso não erram nunca! Entre milhares de candidatos de todos os pontos da Terra, apenas duzentos e cinquenta são escolhidos a cada semestre. E, num mundo onde ser cientista é o maior status que alguém pode desejar, a Escola Avançada de Champ-Bleux forma aqueles que são disputados a peso de ouro.

Doris e Henry Melbourne são cientistas formados por Champ-Bleux. Aparentemente, são biólogos marinhos. Aparentemente, suas vidas se centram no Cisne, barco de pesquisas onde moram com os filhos. E, também aparentemente, são terráqueos...

Seus filhos acreditam em todas essas aparências – ao menos por enquanto. Seguindo os passos dos pais, os jovens Melbourne fizeram os exames de ingresso para Champ-Bleux. Enquanto, cheios de expectativa, aguardam os resultados para saber se ao menos um deles entrou na Escola Avançada, veem-se envolvidos numa questão diplomática entre Terra e Tarilian, o único outro mundo habitado que os terráqueos conhecem. Inesperadamente, o futuro das relações entre os dois mundos vai ser decidido em um barco no meio do oceano!

Mal sabem eles que isso é apenas o começo... Logo precisarão decidir pela Terra inteira!
Adicione a sua estante: Skoob 
''Em breve resenha no blog!''   

~todos os autores dos posts 'Conhecendo o Autor' são parceiros do blog~

Sorteio - Exemplar de 'O Resgate das Profecias - Jeronimo Mariano''

 



Concorra a um exemplar autografado do livro ''O Resgate das Profecias'' do autor Jeronimo Mariano (resenha aqui). Para concorrer, basta preencher o formulário abaixo:



Regras obrigatórias:
- Ter endereço de entrega no Brasil
- Seguir o blog pelo Google Friend Connect
- Responder o e-mail, caso ganhe, em até 72 horas.

Clique aqui e tire dúvidas sobre como usar o Rafflecopter! 

terça-feira, 26 de fevereiro de 2013

News: ''A Hospedeira'' será uma Trilogia!

 

Isso mesmo! O livro ''A Hospedeira'' será uma trilogia! Depois de tanto tempo enrolando, a autora confirmou que a vida de Peregrina ainda promete ter muita ação. Como a autora ainda está escrevendo as sequências, não se tem muitas informações.. mas já antecipando, os livros se chamarão The Seeker (como o segundo livro e na tradução literal ficaria: O Caçador ou A Caçadora) e The Soul (terceiro livro, ''A Alma''). Só não sei se fico feliz ou triste com isso! Vamos ver, né! Se não conhece o livro, confira a sinopse e trailler da adaptação cinematográfica que estréia dia 19 de março:

Sinopse: Nosso planeta foi dominado por um inimigo que não pode ser detectado. Os humanos se tornaram hospedeiros dos invasores: suas mentes são extraídas, enquanto seus corpos permanecem intactos e prosseguem suas vidas aparentemente sem alteração. A maior parte da humanidade sucumbiu a tal processo. Quando Melanie, um dos humanos "selvagens" que ainda restam, é capturada, ela tem certeza de que será seu fim. Peregrina, a "alma" invasora designada para o corpo de Melanie, foi alertada sobre os desafios de viver dentro de um ser humano: as emoções irresistíveis, o excesso de sensações, a persistência das lembranças e das memórias vívidas. Mas há uma dificuldade que Peregrina não esperava: a antiga ocupante de seu corpo se recusa a desistir da posse de sua mente. Peregrina investiga os pensamentos de Melanie com o objetivo de descobrir o paradeiro dos remanescentes da resistência humana. Entretanto, Melanie ocupa a mente de sua invasora com visões do homem que ama: Jared, que continua a viver escondido. Incapaz de se separar dos desejos de seu corpo, Peregrina começa a se sentir intensamente atraída por alguém a quem foi submetida por uma espécie de exposição forçada. Quando os acontecimentos fazem de Melanie e Peregrina improváveis aliadas, elas partem em uma busca incerta e perigosa do homem que ambas amam. 

Trailer do filme:  


Resenha: E no seu fim eu comecei - Diego Soares

 

Sinopse: Erick Leto tem um dom, apesar de considerar uma maldição. Ele consegue assistir aos momentos finais de uma pessoa após sua morte, um tipo de conexão, quando suas mãos entram em contato com um cadáver. Como estudante de Medicina, seu dom se agrava com as aulas no Laboratório de Anatomia & Dissecação, quando o cadáver de uma jovem está em sua mesa e ele percebe que um dos últimos pensamentos dela, antes de morrer, foi pedindo para que ele reparasse nela, ainda que ele nunca a tenha visto antes. Com ajuda de seus amigos, a inteligentíssima Melissa e o excêntrico Cris, Erick vai tentar descobrir quem era aquela mulher e o que o conecta a ela. 

Erick Leto teve uma vida cheia de perdas e não entende porque consegue ver os momentos da morte das pessoas só em tocar nos cadáveres.. ele odeia isso e considera uma maldição. Isso se agrava quando ele entra para a faculdade de medicina e ao tocar nos corpos das aulas de anatomia, a tormenta que ele tentou esquecer da infância vem a tona.

“O medo era algo novo para o pequeno Erick.[...] Mas o medo que Erick tinha naquele momento não era em si da morte, muito menos da vida, mas sim de ter medo.” Pág. 5

Se sentir os momentos de morte das pessoas não fosse o bastante, ele aparece nas memórias de uma menina que ele nunca viu na vida. Isso o leva quase a beira da loucura. Ele tenta entender tudo o que ele não entendeu em toda a sua vida e acaba descobrindo coisas que o passado resolveu enterrar, como ao tocar o corpo de sua mãe e presenciar seu suicídio.

O livro se passa em uma cidade chamada Lugar Nenhum, onde Erick vive com seu pai adotivo (um padre que cuidou do filho após a morte dos pais). Família nunca foi algo presente na vida do garoto. Seu pai era obcecado pelo poder do filho e acabava que a única relação que tinham era sobre a curiosidade do pai em estudar o dom de Erick.

''Alguns dizem que Erick tem um dom, outros acreditam que seja uma dádiva, feito um presente tão esperado no natal, mas ninguém tem coragem de lhe ouvir, de saber o que pensa a respeito, do que toma como verdade, pois ao meu ver, pensou ele chorando pela primeira vez, isso passa longe de ser um dom e sim uma maldição'' Pág. 9

Gostei muito desse clima faculdade/saúde, porque será né? Conhecemos também o brincalhão Cris e a linda, encantadora e inteligente Melissa, ambos companheiros de aula e que ajudam Erick a enfrentar seus problemas, suas dores e seu 'dom'. Depois de ter o contato com o corpo Claire e ver que antes de sua morte, ela parecia apaixonada por ele, mesmo sem se conhecerem, ele e os amigos vão em busca de respostas e o que encontram, talvez os deixam ainda mais confusos...

“Mais uma vez ela parou, olhando-se no espelho como se adentrasse corpo e alma de Erick, e disse:
- Por favor, repare em mim dessa vez.” Pág. 73

Erick fica obcecado pela garota e a encontra em sonhos que se tornam perigosos a cada passo dado. Adorei a trama, ficou muito bem construída, e é daquelas que nos faz adentrar na história e perder a noção de tempo e espaço. Sempre tive muita curiosidade de ler o livro e assim que recebi comecei logo a leitura e é claro que minha expectativa foi muito bem suprida! Cheio de personagens sensíveis, cativantes e inteligentes. Recomendo muito! 

Compre: Livraria Saraiva | Adicione a sua estante: Skoob 

segunda-feira, 25 de fevereiro de 2013

News: ‘Sick-lit’ será a nova febre?

Para quem não sabe, ''Sick-lit'' acabou de ser adicionado como gênero de livros, que até então eram conhecidos como Drama. Intrigados pelo gênero está no topo dos topos, desbancando o gênero erótico, ''Chick-lit'' e/ou estórias de fantasia, resolveram dar um nome a algo que está crescendo com tanta rapidez. ''Sick-lit'' é um termo recém criado e parece que já virou febre. Consiste em livros que abordam temas como: Depressão, doenças graves, distúrbios alimentares, suicídio... Em terras brasucas o gênero não é campeão de vendas, mas isso acontece nos EUA e Inglaterra, onde livros sobre vampiros, fadas, ou romances ''mi-mi-mi'' foram postos em segundo lugar. Traduzindo para o português, ''Sick-lit'' seria ''Literatura-enferma'', considerado por muitos como um termo que faz propagando negativa ao gênero.
Exemplos de livros que se encaixam nesse gênero: (clique nas imagens para conferir as sinopses).

                         A Culpa é das Estrelas - John Green.                       Extraordinário - R. J. Palacio
 Extraordinário   


O Jornal Britânico ''Daily Mail'' acabou chamando o gênero de ''fenômeno perturbador''. Discordo dessa afirmação, apesar de existirem pessoas bastante influenciáveis, as pessoas que vão ler esse tipo de gênero já tem uma inclinação ao ''sombrio'' ou ao ''down'' da adolescência, e ao contrário de que sociedades alienadas acham, esses livros servem muitas vezes para ajudar o leitor a enfrentar desafios presentes em diversas situações da vida. O mais polêmico desse gênero, que gerou bastante debates nos EUA foi o livro ''Os 13 Porquês'' que conta a história de uma menina que deixa fitas cassetes gravadas com os motivos do qual ela comete suicídio e a participação do amigos nessa escolha. (Sinopse aqui). É claro que tudo não vai parar por ai, virão sim muitos livros polêmicos, famílias podem desaprovar a leitura dos ''Sick-lit'', mas uma coisa eu acho: Eles nunca chegarão a fazer mal.

domingo, 24 de fevereiro de 2013

News: Belo Desastre ganha adaptação no cinema!

Belo Desastre 

Belo Desastre, livro que teve bastante destaque no ano passado, ganhará uma adaptação cinematográfica! A Warner Bros comprou os direitos para a adaptação do best-seller de Jamie McGuire, publicado no Brasil pela editora Verus (que é um selo do Grupo Editorial Record). Confira sinopse do livro:

Sinopse: Abby Abernathy é uma boa garota. Ela não bebe nem fala palavrão, e tem a quantidade apropriada de cardigãs no guarda-roupa. Abby acredita que seu passado sombrio está bem distante, mas, quando se muda para uma nova cidade com America, sua melhor amiga, para cursar a faculdade, seu recomeço é rapidamente ameaçado pelo bad boy da universidade. Travis Maddox, com seu abdômen definido e seus braços tatuados, é exatamente o que Abby precisa – e deseja – evitar. Ele passa as noites ganhando dinheiro em um clube da luta e os dias seduzindo as garotas da faculdade. Intrigado com a resistência de Abby ao seu charme, Travis a atrai com uma aposta. Se ele perder, terá que ficar sem sexo por um mês. Se ela perder, deverá morar no apartamento dele pelo mesmo período. Qualquer que seja o resultado da aposta, Travis nem imagina que finalmente encontrou uma adversária à altura. E é então que eles se envolvem em uma relação intensa e conturbada, que pode acabar levando-os à loucura. 

Já li e é um livro muito bom, com um romance bem elaborado. Vale a pena, só espero que o filme não decepcione os leitores.  

Adicione a sua estante: Skoob 

Rabiscos e Fragmentos Entrevista: Jeronimo Mariano

Confira a entrevista que o autor de ''O Resgate das Profecias''(resenha aqui): Jeronimo Mariano concedeu ao blog:



1) Quais as dificuldades de escrever um livro para o público jovem? 
Existem algumas características notórias a essa faixa etária, como por exemplo, a formação de caráter e a transição da fase adolescente para adulta. O escritor que trabalha em um livro para esse público sabe disso, e não deveria ignorar o fato; incrementar no enredo situações que estejam entrelaçadas a essa fase juvenil fará com que o leitor absorva da história algo para sua própria vida, tornando-o mais crítico, o que é uma tarefa árdua e que requer muita experiência e dedicação do escritor. É preciso lembrar também quem é o público alvo quando se escreve um livro, para não terminar trabalhando em uma história hipoteticamente infantil com sequências de violência, distorções de valores morais etc. Sempre ter em mente quem estará do outro lado lendo sua obra, colocar-se na posição de leitor, é essencial.


2) Sua família sempre te apoiou/te apoia com sua escolha profissional?
Em praticamente todos os momentos. No início, pairava no ar aquela incerteza, a pergunta que ninguém fazia: “Será que isso vai dar certo mesmo?”. Só com trabalho duro e muito esforço, alcançando objetivos em cima de metas, é que podemos provar a todos que os sonhos antes utópicos estão se tornando realidades presentes. Hoje, após já ter publicado um livro, não soa tão estranho dizer a alguém da minha família, como na primeira em que fiz isso, que “estou escrevendo um grande livro!”.

3) O que é mais difícil hoje, no Brasil, para a profissão de escritor?
O primeiro passo. O mais difícil, como de praxe, é poder ser inserido no ramo profissional desejado. Esse ponto de partida é o limiar entre dois extremos: dar certo ou não naquilo que se deseja. Tudo na primeira vez é novidade: “Como eu posso escrever um livro?”, “Quantas horas eu dedico a isso?”, “Isso é mesmo realizável para mim?”, “O que eu faço agora que o livro está pronto? Quem eu procuro?”, “Como a minha história poderá ser publicada?”, “Como garanto os meus direitos autorais?”. Enfim, após essa etapa fundamental, muitas verdades estarão esclarecidas e o caminho a se seguir para o sucesso estará encurtado, visto que você já não está mais no começo dele!

4) Pretende continuar publicando, tem outras metas que deseja alcançar?
Pretendo publicar muitos livros ainda. O meu segundo e próximo livro, O Resgate das Profecias 2 - A Chave para a Paz, já está pronto e praticamente certo de publicação no país ao final deste ano. Além de seguir a carreira de escritor, tenho várias outras grandes metas, e uma das mais promissoras, sem dúvidas, é a formação acadêmica em Engenharia, faculdade que já estou cursando na UFRJ.

5) Qual seu gênero preferido para ler?
Sou suspeito em responder isso (risos). Mas o meu gênero preferido é o de aventura e ficção, com uma pitada de romantismo e doses encarecidas de humor!

6) Quais foram suas inspirações literárias para começar a escrever?
Tudo. Para um escritor, qualquer situação, pessoa, frase, pensamento torna-se inspiração imediata. Por consequência, minha família, meus amigos, os lugares onde estudei, as pessoas que eu tive o prazer de conhecer, as opiniões alheias, cada momento de percepção sensorial a que fui exposto me inspira. Mas para começar a escrever, especificamente? Acho que a ideia simplesmente me veio em uma tarde qualquer, anos atrás, e parecia tão empolgante...

7) Quais autores atuais mais admira?
Autores atuais, eu conheço poucos (risos). Se me lembro bem, nos últimos dois anos, devo ter lido no máximo cinco ou seis livros. Estou um pouco excluído no quesito leitura, pois a cada livro que penso em ler, reflito, e chego a conclusão que vou escrever eu mesmo. Mais importante que nomes, admiro autores capazes de cativar o leitor com seus personagens e situações, fazendo-os crescer como seres humanos e evoluir intelectualmente.

8) Qual livro já lançado, você gostaria de ter sido autor(a)?
Sem dúvidas... de nenhum livro. Admiro e respeito as obras dos demais autores, mas assumo apenas as minhas próprias responsabilidades, unicamente sobre o que eu escrevo, falo, faço, penso etc.

9) Participa de algum projeto de incentivo a leitura? Alguma ideia que poderia mudar a situação dos brasileiros, onde poucos leem?
Infelizmente, ainda não participo. Mas tenho a intenção e a pretensão de estar envolvido com projetos do tipo no futuro. Uma ideia legal seria um conjunto de bibliotecas de bairro, abertas a doações, anexas a cada uma das escolas, valorizando todos os gêneros de leitura. Eu mesmo já fiz doações de meu livro para biblioteca de escola pública para incentivo à leitura.

10) Qual mensagem você passa ou gostaria de passar através das suas obras?
Tento transmitir, por meio de minhas obras, visões de mundo, concepções sobre amizade, família, sentimentos, quase sempre aliados (inevitavelmente?) aos meus próprios conceitos sobre as temáticas. Eu me esforço bastante para também auxiliar a formação de caráter, incentivar os valores morais, o respeito, a educação, o senso crítico e, acima de tudo, despertar a humanidade das pessoas. 

Rabiscos e Fragmentos agradece muito ao Jeronimo, que além de parceiro do blog, se tornou um grande amigo! Sucesso é o mínimo que você merece, bom trabalho! 

sábado, 23 de fevereiro de 2013

Bate Papo com Lucinda Riley!

Lucinda Riley, autora dos best-sellers: ''A Casa das Orquídeas'' (resenha aqui) e ''A Luz Através da Janela'' ambos publicados pela Editora Novo Conceito, fará um bate papo ao vivo com os fãs, respondendo perguntas e sorteando exemplares, bate papo disponibilizado pela editora. Confira as informações tiradas do blog da Novo Conceito, abaixo:

 


Você que é fã da autora Lucinda Riley, que acompanhou e leu seus belíssimos romances “A Casa das Orquídeas” e “A Luz Através da Janela”, mas não teve a oportunidade de vê-la pessoalmente na Bienal do Livro 2012 ou mesmo você que foi, tirou foto, tietou, mas quer matar a saudade, que tal uma oportunidade de participar de um bate-papo online com ela?
A Novo Conceito aproveita o momento em que estreia na rede social Google+ para promover um Hangout em parceria com o Google Play entre a autora e todos os seus leitores.
Participe do nosso Concurso Cultural e tenha a chance de participar do Hangout e fazer sua pergunta, ao vivo, para a Lucinda ou de ter sua pergunta selecionada para que ela responda.
E o melhor: os leitores que tiverem as 20 melhores perguntas ganharão um exemplar de “A Luz Através da Janela” autografado com seu nome.
Fique tranquilo! Se você não puder falar ao vivo pela webcam com a autora, você poderá acompanhar o bate-papo através do link que será divulgado em nossas redes sociais.
Faça suas perguntas neste post:https://plus.google.com/115609976594753420522/posts/XX6cxpUH3Nt em nossa página no Google +, leia atentamente o regulamento e participe! 

Confira o regulamento clicando aqui.

Resenha: Entre o Espelho e Eu - Lorene Patigra

Entre o espelho e eu 

Sinopse: Quando um homem é traído pela única pessoa no mundo que amava, ele pode ficar disposto a tudo, inclusive a matar por amor. Depois de ser condenado a vários anos de prisão por causa do assassinato de sua esposa, Hector Romeu decidi escolher as mulheres mais belas e bem casadas do país para provar que o amor não existe, que esse sentimento, na realidade, não passa de uma expectativa ilusória. Acontece que ao selecionar suas vítimas e colocar o seu plano em prática, uma trama surpreendente toma conta de seu coração quando uma de suas vítimas o aproxima novamente do amor. Aprisionado outra vez pelo calor da paixão e pelo fogo do desejo, Hector não percebe que está sendo conduzido para a mais perigosa rede de intrigas da sua existência. E assim, entre mentiras e segredos, o fenômeno de assassino que transforma-se em herói, destrincha o que de fato é o amor e quem, sinceramente, é capaz de amar. 

Num thriller psicológico de deixar o leitor sem unhas, Lorene nos mostra onde uma pessoa traída é capaz de chegar.

''Não sou um doente que quer sair por aí tirando vidas e derramando sangue. Não sou um assassino por prazer, sou um assassino por justiça, por dever, por revelação. Preciso revelar a sociedade que o amor pode ser destrutivo e dissimulado. Quero declarar que é por causa do amor pelo dinheiro, pelo poder, pelo status e pelas mentiras, que a humanidade está chegando a um nível tão lamentável'' - Pág. 206.

Hector Romeu tinha uma vida perfeita. Apaixonado por sua esposa Vanuza, situação financeira muito boa, estava em paz com sua mente... isso muda quando ele começa a receber sinais anônimos de que sua esposa lhe trai. Como ele poderia acreditar? A razão da sua vida lhe traindo enquanto ele era um marido perfeito? pouco provável. Após os avisos anônimos não pararem de chegar, Romeu resolve tirar a limpo e ver que as denúncias eram verdadeiras. Indignado em como sua esposa lhe trai se ele sempre foi um bom marido, ele resolve assassinar a mulher para se ver livre dessa situação. Se ela não era dele, não seria de ninguém!

Condenado a 12 anos de prisão, Hector aproveita esse tempo para avaliar o comportamento feminino afim de provar que o amor não existe, consiste apenas em uma ilusão criada a partir de acontecimentos confortantes ao ser humano, e com um bom apoio (com direito a visitas, livros, computador com acesso a internet) na cadeia, ele resolve procurar mulheres que aparentemente tenham uma vida perfeita para tentar provar sua tese, se elas se apaixonarem por ele, estariam assinando suas sentenças de morte.

''Hector era perfeccionista e metódico, evitava as frustrações a todo custo, por isso calculava cada situação de seu dia e impunha um acontecimento para cada uma de suas horas. O quarto dele era o mais requintado de toda a penintenciária, cheios de livros e papéis grudados na parede. Ele era um ser humano organizado e vaidoso, que limpava seu ambiente com frequência e não media esforços para ser reconhecido por isso. Seus relacionamentos só se estabeleciam pela internet. Ele vivia puxando assunto com várias mulheres, na tentativa de encontrar alguma que substituísse Vanuza.'' Pág. 32.

O livro é narrado em 1ª e 3ª pessoa, mostrando o ponto de vista de todos os personagens, permitindo-nos analisar de diferentes formas o comportamento humano e a trama que a autora conseguiu construir, que devo admitir, foi uma trama grandiosa. Amei o livro, algumas partes eram de deixar o leitor arfando pelo que aconteceria em seguinte. O livro mostra como nós somos humanos e o quanto cometemos erros. Um lema de que ninguém é santo, ninguém é totalmente inocente.

A trama é direcionada a momentos em que o jogo muda 100% fazendo a caça virar caçador e o final é ''surpreendentemente  surpreendente'', nada do que eu imaginava, fazendo eu amar o livro e já é um dos meus favoritos no skoob.

''Há mulheres clamando por um grande amor, há rapazes esperando por uma inesquecível paixão. O ser humano em si sabe que existe um vazio dentro dele - uma carência ritmada, interrupta, perniciosa. E mesmo ciente desse desalento, as pessoas seguem indiferentes, mal sabendo ou fingindo não saber que só lhes falta amor, que só é preciso que amem.
Eu achava o amor um sentimento utópico e fugaz, jamais poderia imaginar que estaria preparado para morrer por alguém, para dedicar toda a minha vida a única emoção. Eu poderia jurar que essa era uma possibilidade completamente fora do meu destino. Mas quando se trata desse sentimento não há controle, não há preceitos, somente existir o sentir, apenas existe o viver.
Você discorda? Eu também discordava e veja só o que realmente aconteceu. Isto é sobre o amor e esta é uma história para aqueles que ainda não amaram, porque os que estão amando não precisam de mais nada, muito menos de explicações.
Esta foi a minha história de amor...'' Prólogo.

Playlist

Adicione a sua estante: Skoob 

sexta-feira, 22 de fevereiro de 2013

News: Novas fotos promocionais para ''Em Chamas''

Foram divulgadas novas fotos promocionais para o filme ''Em Chamas'' que será lançado em Novembro deste ano. ''Em Chamas'' é a sequência do filme Jogos Vorazes que é adaptado pela série de mesmo nome. Confira as fotos:

  

Pronto, estou esperando Novembro mais ainda, só espero que a sequência seja melhor construída que o filme que abre a saga. 


quinta-feira, 21 de fevereiro de 2013

Novo livro de John Green será lançado no Brasil!

Fãs de John Green ou futuros fãs, a Editora Intrínseca anunciou que vai lançar mais um livro do novo queridinho dos jovens e o livro promete ser tão bom quanto seus antecessores do autor. Amei a capa, simples mas que fala muito. Confira capa e sinopse:

TEOREMA 

Sinopse: Se o assunto é relacionamento, o tipo de garota de Colin Singleton tem nome: Katherine. E em se tratando de Colin e Katherines, o desfecho é sempre o mesmo: ele leva o fora. Já aconteceu muito. Dezenove vezes, para ser exato. Depois do mais recente e traumático término, ele resolve cair na estrada. Dirigindo o Rabecão de Satã, com seu caderninho de anotações no bolso e um melhor amigo bem fora de forma no banco do carona, o ex-garoto prodígio, viciado em anagramas e PhD em levar pés na bunda, descobre sua verdadeira missão: elaborar e comprovar o Teorema Fundamental da Previsibilidade das Katherines, que tornará possível antever, através da linguagem universal da matemática, o desfecho de qualquer relacionamento antes mesmo que as duas pessoas se conheçam.Uma descoberta que vai mudar para sempre a história amorosa do mundo, vai vingar séculos de injusta vantagem entre Terminantes e Terminados e, enfim, elevará Colin Singleton diretamente ao distinto posto de gênio da humanidade. Também, é claro, vai ajudá-lo a reconquistar sua garota. Ou, pelo menos, é isso o que ele espera. 

John Green é autor de ''A Culpa é das Estrelas'' e ''Quem é você, Alasca?''  e tem um vlog bastante famoso com o público adolescente, clique aqui

quarta-feira, 20 de fevereiro de 2013

Conheça o autor: Robson Gundim

 

Robson Oliveira Gundim nasceu na cidade de Gandu-Ba. Reside atualmente em Jequié. É estudante universitário, desenhista e escritor. Autor da saga “Entre o Céu e o Mar”, também participou da antologia “O último dia antes do fim do Mundo”. Sempre foi amante da literatura e da sétima arte, e ressalta: “Creio que esses foram os principais componentes que me fizeram se interessar pela arte de criar e escrever.” 

Confira capa e sinopse do livro:  

Entre o Céu e o Mar - Robson Gundim: 

 

Sinopse: Mediante a revelação de um segredo, em nome do capitão Vincent Martinez, os irmãos Legrand se lançam na maior aventura de suas vidas, navegando por águas estranhas e intranquilas para cumprir a dificultosa missão de sequestrar um homem na cidade de San Juan, Porto Rico.Ao que tudo indica, o sequestrado lhes apontará a direção de um mapa, cujo desígnio é a lendária fortuna dos Rackham, soterrada em uma ilha do Caribe. Para isso, deverão realizar incríveis proezas, na tentativa de conseguir um navio e, pior; uma bem suprida tripulação. Através das páginas passaremos a descobrir mais sobre a personalidade de Annette, uma mulher que abandonou uma vida tranquila, assomada pelas lembranças de sua inesquecível infância, para viver livremente ENTRE O CÉU E O MAR. 

Adicione a sua estante: Skoob | Curta no: Facebook | Compre na: Livraria Cultura | Compre na Livraria Travessa | Compre na: Editora Multifoco 

~todos os autores dos posts 'Conhecendo o Autor' são parceiros do blog~

Resenha: O Resgate Das Profecias - Jeronimo Mariano


Sinopse: Viver é uma sucessão de escolhas e consequências. Durante nossa vida conhecemos muitas pessoas. A maioria, porém, acaba por nos desapontar ou se mostrar diferente do que imaginávamos no início. Então, refletimos sobre a melhor forma de viver: é preciso mesmo ter bons amigos? Será que não conseguiríamos continuar a busca por nossos anseios sozinhos, ou apenas na presença de parentes? A resposta é simples: quem sabe? É realmente extraordinário percebermos que não estamos sozinhos em momentos de dificuldades; percebermos que alguém compartilha a nossa dor, assim como nossa felicidade, e que este alguém está conectado a nós de um jeito afetuoso, sincero, sem nada exigir por isso. Mas o preço a pagar pode ser alto: frequentemente temos nossas expectativas destruídas, e nem sempre nos recuperamos bem depois disso. Afinal de contas, por que a família e os amigos seriam tão importantes? Seriam capazes de sustentar nossas esperanças? É preciso confiar neles para que, talvez, sim. Algumas dessas respostas e outras indagações estão presentes em O Resgate das Profecias, levando a uma forma diferente de enxergar a vida e as pessoas que passam por ela. 

"Acreditar é o que nos faz continuar!" 

Num livro que nos faz pensar na importância de ter pessoas ao nosso redor, Jeronimo Mariano nos apresenta personagens tão inocentes e cativantes... Conhecemos Lourenço, um garoto que não costuma ter uma relação muito próxima com a família mas considera a presença dos amigos algo indispensável. Amigos como o Giovanni, que não é nada discreto e apesar de fazer pose de corajoso, não é isso que demonstra quando o perigo vem a tona, é daqueles que já acorda com um sorriso no rosto... ou amigos como o Victor que é bastante sentimental, mas não perde a oportunidade de fazer uma piadinha irônica, dorminhoco consagrado. Temos também as garotas antipáticas Victória e Jennifer que no decorrer da história, mostram suas verdadeiras faces que nem são tão antipáticas assim...

O livro se passa em um colégio interno: Clash Time, que passa longe de ser um colégio interno normal devido as trapalhadas e os desencadeamentos de situações que acontecem por lá. Trapalhadas que tem sempre o dedo (ou a mão, o pé, a cabeça...) dos nossos três protagonistas.

"Pararam de rir quando uma linha de sangue escorreu por entre os cabelos para o queixo do amigo, que agora os encarava com uma expressão de verdadeira dor. Quando ele foi esfregar o local em que fora acertado com as mãos, havia sangue emplastando seu cabelo e descobriu uma pedrinha clara em
seu colo que não havia notado antes. Implorou na mesma hora aos amigos para que não fizessem escândalo, ia pedir ao professor para sair de sala discretamente e lavaria o rosto, e é claro que fora prontamente atendido quando Giovanni se levantou e gritou “sangue!” imediatamente e foi o fim." Pág. 98/99


Recheado de aventuras do começo ao fim, ou de acontecimentos realmente macabros, o livro nos prende e nos faz refletir sobre a importância de uma amizade. Ao decorrer do livro, é desencadeado também situações fantásticas em que os personagens ficam entre a vida e a morte para defender seus amigos e todo o mundo. Mas nem sempre podemos contar com amigos leais e ver-nos livres de traições. Infelizmente, sempre tem aquela pessoa que você não imaginava que um dia fosse lhe trair, mas é o que acaba acontecendo.

''[..] Resta lutar por nossos ideais enquanto ainda respiramos, enquanto nossas mentes não enlouquecem com o cotidiano que pouco a pouco abafa nossos sonhos, com pessoas que nos ferem e nos cospem a face dia após dia [...]'' Pág. 11/12

Gostei muito do livro, não tem um capítulo que você não encontre algo que lhe faz dar risada, além de ser uma leitura ótima sobre os valores da amizade. Jeronimo intercalou o drama, a ficção e a aventura de maneira natural. Com certeza, um livro de autoria brasileira que os fãs de aventura infanto-juvenil não podem perder. Jeronimo me avisou que já foi confirmado a sequência do livro (Sim! Terá sequência), e não preciso nem dizer que estou ansioso né?

Compre: Livraria Saraiva | Casas Bahia | Livraria Cultura | Livraria da Travessa | Extra | Editora Novo Século | Livraria Siciliano | Ponto Frio  


Conheça mais sobre o autor neste post

segunda-feira, 18 de fevereiro de 2013

Resenha: A Casa das Orquídeas - Lucinda Riley

 

Sinopse: Quando criança, a pianista Júlia Forrester passava seu tempo na estufa da propriedade de Wharton Park, onde flores exóticas cultivadas pelo seu avô nasciam e morriam com as estações. Agora, recuperando-se de uma tragédia na família, ela busca mais uma vez o conforto de Wharton Park, recém-herdada por Kit Crawford, um homem carismático que também tem uma história triste. No entanto, quando um antigo diário é encontrado durante uma reforma, os dois procuram a avó de Júlia para descobrirem a verdade sobre o romance que destruiu o futuro de Wharton Park... E, assim, Júlia é levada de volta no tempo, para o mundo de Olívia e Harry Crawford, um jovem casal separado cruelmente pela Segunda Guerra Mundial, cujo frágil casamento estava destinado a afetar a felicidade de muitas gerações, inclusive da de Júlia. 

Fui jogado entre um romance romântico clássico e um romance contemporâneo estilo Emily Giffin, e vejam: eu amei. Lucinda conseguiu unir gêneros tão parecidos e ao mesmo tempo tão complexos em um livro inteligente, carismático, chocante, imprevisível, apaixonante e um monte de adjetivos que eu poderia fazer você ficar horas lendo-os.

''- Eu nunca acreditar que isso acontecer comigo.
- O quê?
- Eu me apaixonar. Sentir isso... Aqui - ela apontou para o coração. - Minha avó, ela dizer que amar de verdade outra pessoa ser como acha o paraíso na Terra.
- Ou o inferno - Harry murmurou ao se levantar e a abraçou mais uma vez.
- Não consigo deixá-la ir.
Ela se afastou dele e estendeu a mão delicada. Ele a a envolveu na sua, e depois, beijou a palma delicada dela.
- Eu voltar amanhã - ela disse, tirando sua mão da dele. - Boa noite, Harry.
- Boa noite, meu amor - ele sussurrou enquanto a via partir à luz do luar.'' Pag. 356

O livro nos mostra segredos enterrados de famílias da nobreza que acontecem no período de um Führer bastante famoso: Hitler. Ficamos viajando entre a Inglaterra atual e a Tailândia nos tempos da 2ª Guerra Mundial. Tudo começa quando Kit, herdeiro da Wharton Park, uma casa pertencente à família Crawford, encontra um diário nos dias recentes que acredita pertencer ao avô de uma amiga de infância (Júlia), e ao reencontrá-la ele resolve devolver. Júlia é uma mulher angustiada por decorrência de acontecimentos recentes. Numa visita a avó, Júlia descobre segredos que o tempo fez o favor de guardar, mas que o destino fez o favor de soprar a poeira. A avó de Júlia, Elsie, nos apresenta um grupo de personagens que tiveram bastante importância com os eventos atuais. Personagens como Harry e Olívia que vivem um romance regado a amor e ódio, mais ódio que amor. Ou personagens ''atuais'' com Alícia e Max. Alícia irmã de Júlia que não tem muita importância no livro mas nos faz perceber ser uma pessoa bem intensa e controladora. Max marido de Alícia, esse tem menos importância ainda. É um livro recheado de drama, então tome cuidado ao se apegar com os personagens pois a sra. Riley não me pareceu ter compaixão com seus humanos fictícios.

''- Para ser sincera, eu ficava entediada quando vínhamos para cá. Mal podia voltar a cidade e ver meus amigos.
- Você sempre foi uma garota da cidade - comentou Júlia.
- Sim, e olhe para mim agora: 34 anos, com uma casa em uma fazenda no meio do nada, uma ninhada de filhos, três gatos, dois cachorros e um fogão. O que aconteceu com as luzes de néon? - Alícia sorriu com ironia.
- Você se apaixonou e formou uma família.
- E foi você quem ficou com as luzes - Alícia acrescentou, sem malícia.
- Sim... - a voz de Júlia foi diminuindo quando eles entraram na propriedade. - Lá está a casa, igualzinha a antes!'' Pág. 21.

Como disse anteriormente, os flashes do passado me fizeram ser transportado para uma leitura de um romance estilo Jane Austen-Emily Bronté, nos tempos em que muitos desejam viver. Com o cavalheirismo nas veias dos homens e a ingenuidade e delicadeza nas veias das mulheres. O problema é que: você fica com vontade de ter um jardim de orquídeas no quintal. O livro é cheio de reviravoltas e ao contrário de alguns amigos resenhistas, esse livro não me apresentou em nenhum momento ser previsível. Recheado de personagens a autora consegue contar histórias de praticamente todos eles e acreditem: ela consegue interligar essa histórias de maneira tão natural que você não se perde e não chega a ser algo complexo a ponto de dar um nó no cérebro. E ao contrário de muitos romances por ai, os personagens são apresentados de forma bem realista: cometem erros, se arrependem. Isso faz com que eles se tornem palpáveis. Não preciso nem dizer que amei, virou meu favorito e está nas melhores leituras do ano, né?

''Ela precisava de solidão. Eu entendo. Cada um reage de uma maneira diante das tragédias. E nenhuma maneira é errada. - Kit acrescentou. - Eu perdi uma pessoa, e para dizer o mínimo, não fiquei nada bem depois. O que foi que John Lennon disse mesmo? - Kit olhou para o teto em busca de inspiração. - Ah, sim! ''A vida acontece quando você está ocupado fazendo outros planos.'' Não há nada mais verdadeiro. Nenhum de nós tem controle sobre nada e, apesar de geralmente ser necessária a dor para percebermos isso, quanto mais cedo aprendemos, mais cedo tentaremos viver um dia de cada vez e aproveitar a vida ao máximo.'' Pág. 225.

domingo, 17 de fevereiro de 2013

Conheça o autor: Eliane Quintella

 

Eliane Quintella começou a escrever ainda criança para o Jornal do bairro em que morava. Em sua infância era conhecida entre seus colegas pelas redações que escrevia. Quem estudou com ela no ginásio lembra-se de suas redações. Naquela época, ela já tinha a certeza de que queria passar toda sua vida escrevendo. A vida seguiu. Eliane formou-se em Direito, trabalhou, fez mestrado, trabalhou, fez cursos, trabalhou e nunca deixou de escrever. Até que um dia viu-se em casa, com o punho quebrado, por um mês inteiro. Era sua grande chance. Escreveria um livro. E, foi assim que animada começou o projeto do seu primeiro livro: PACTO SECRETO, o primeiro da saga da Valentina. Depois disso, já escreveu a continuação da saga formada por PRAZER SECRETO e HISTÓRIA SECRETA. Mas isso é apenas um pedaço do seu sonho, pois ele é ainda maior e repleto de livros. 

Confira sinopse e capa do livro:  

Pacto Secreto - Eliane Quintella:

 

Três regras haviam sido reveladas à Valentina. Mas, ela não sabia se existiriam outras regras que teriam sido ocultadas. Tinha certo em seu coração que precisava ter seu pedido atendido. Era o que havia de mais importante. Precisava decidir se assinaria ou não o pacto. É a pergunta que não se cala. Será que Valentina deveria assinar o pacto sem ter certeza do que estava em jogo? O que realmente assumiria se assinasse? E você, assinaria o pacto? Em troca, teria o que pedisse. Poderia ser qualquer coisa...  
Adicione a sua estante: Skoob
''Em breve resenha no blog!''   

~todos os autores dos posts 'Conhecendo o Autor' são parceiros do blog~

sexta-feira, 15 de fevereiro de 2013

Lolita lido por Jeremy Irons.

Como vocês já devem ter percebido, nós aqui do Rabiscos e Fragmentos adoramos Lolita! O clássico já foi  adaptado duas vezes para o cinema, datando a primeira versão de 1962, de Stanley Kubrick e de 1997, de Adrian Lyne. Para celebrar a geniosidade do livro deixo a vocês o E-book de Lolita, sendo lido por ninguém menos que Jeremy Irons, o nosso eterno Humbert Humbert!



Sorteio - Exemplar de ''Ordem e Progresso - P.P.F. Simões''


Concorra a um exemplar autografado do livro ''Ordem e Progresso'' do autor P. P. F. Simões (resenha aqui). Para concorrer, basta preencher o formulário abaixo:

a Rafflecopter giveaway 

Regras obrigatórias:
- Ter endereço de entrega no Brasil
- Seguir o blog pelo Google Friend Connect
- Responder o e-mail, caso ganhe, em até 72 horas.

Resenha: Ordem e Progresso - P. P. F. Simões


Sinopse: Samantha Albuquerque com veemente esforço conquista o sonhado diploma de pós-graduação e finalmente surge a oportunidade tão esperada para trabalhar em sua área, assim que é contratada a ingressar no IMCSP (Imigrantes da cidade de São Paulo). Não obstante, todos os países do mundo começam a sofrer fenômenos naturais e sobrenaturais causando um grande alvoroço na mídia escrita e virtual, nas conversas pelos corredores de multinacionais e nos bares de esquina. Com exceção ao único país que parece ser isento desta estapafúrdia, sendo a nossa pátria amada. E sem se dar conta, seja a própria personagem ou o governo brasileiro, Samantha terá que se virar sozinha numa repartição pública sem nenhum recurso, esbarrando na burocracia constantemente, ficando impotente em ajudar os novos imigrantes que em nosso país não cessam em chegar, que atravessam as fronteiras com o único objetivo de sobrevivência. Entrementes, a história é narrada por uma terceira pessoa apaixonada por Samantha, demonstrando seus histéricos surtos de ciúmes no decorrer do relato até o momento em que a personagem é pedida em casamento pelo então noivo Albertino. O narrador quer a todo o momento convencer o leitor com argumentos retóricos, acusando o noivo de traição e racismo, de que ambos não podem ficar juntos. Augusto Comte escrevera: "O Amor por princípio e a Ordem por base; o Progresso por fim". Esse pensamento positivista é, de maneira inusitada, o lema nacional de nossa pátria amada, estampada como símbolo na bandeira do Brasil e conhecido por todos. A protagonista Samantha Albuquerque tenta desvencilhar-se em meio a clichês sociais, questões contemporâneas brasileiras e uma sociedade dominada pelos seus próprios mitos, para obter sua ordem, seu progresso e seu amor, num relacionamento que poderia muito bem ser convencional. 

Num livro cheio de sarcarmo e ironia, Plínio Filho faz uma denúncia disfarçada de romance ao governo brasileiro e aos próprios brasileiros.

Samantha é uma mulata que indignada com as injustiças que acontecem a sua volta, resolve mudar o que ela puder, mas o que não vão faltar são dificuldades para isso. Destemida, humanitária e justa, a personagem tenta conciliar o trabalho, sua vida e seu namorado bastante conservador com a esperança de mudar o país.

O autor nos apresenta e nos abre os olhos ao conservadorismo que mal percebemos, mas continua bastante presente na nossa sociedade. Diferenças entre classes sociais, cor e sexo. Sociedade em que a mulher trabalha mais, mas recebe menos que os homens. Sociedade onde a cor da pele é considerada antes do caráter e onde órgãos públicos funcionam tão mal quanto as pessoas que nele trabalham.

''- Não vejo a hora de casarmos e termos nossos filhos. - Ela sorriu tanto, que mais um pouco fraturaria o maxilar. - E você cuidando da casa e dos filhos. Digo, que você nem precisa trabalhar. Com o salário que eu ganho como engenheiro na montadora alemã de carros, aqui no Brasil, vou poder até mesmo comprar uma nave espacial pra gente passar nossa lua de mel no espaço. E outra, eu já estou indicado pela multinacional para daqui a três anos, assumir um posto da mais alta hierarquia na Europa. - Sua voz sibilava como a de todos os homens orgulhosos com seus próprios egos recém saciados.
- Eu não quero passar minha lua de mel no espaço! - Ela exclamou bravamente e veemente assustou o garçom trazendo seu adorado repolho. - Não quero sair do Brasil e nem virar uma dona de casa. Sou mulher e não escrava!
- A função da mulher é cuidar da casa e do homem.
- A função da mulher é ser feliz. E estando dentro ou fora de casa, não me torna menos ou mais mulher.'' Pág 28.

Juro que comecei a leitura com um pé atrás, julgando o livro antes de ler... achei que seria ou mais um livro patriótico ou um livro de denúncia das mazelas do Brasil, mas o livro vai muito além disso! P.P.F. Simões tem uma escrita extremamente inteligente que faz você se dar conta de que vive em um ninho de cobras onde autoridades só se importam se a bebida está gelada o suficiente ou se o terno está bem passado.

É realmente uma leitura carregada de ''tapas na cara'' que ironiza desde o futebol brasileiro ao tratamento dado aos imigrantes. Acho que depois de tudo isso, duvido que você queira ficar as cegas ao invés de correr e ler ''Ordem e Progresso''!.

quinta-feira, 14 de fevereiro de 2013

Os Instrumentos Mortais: A Week of Mortal Love.

A sony (produtora responsável pela produção do filme: Cidade dos Ossos) resolveu celebrar Valentine's Day de um mundo bem ''caçador de sombras''. Eles postaram fotos durante a semana com personagens da adaptação cinematográfica que irá aos cinemas em Agosto de 2013! Confiram:

A Week of Mortal Love 

Jace Wayland: 

large 

Alec Lightwood:

529701_427987377278008_680960797_n 

Isabelle Lightwood (Minha personagem favorita): 

521784_427559083987504_152097490_n 

Simon Lewis: 

Simon Lewis 

Magnus Bane:

528547_428881620521917_612456084_n 

Perfeitos né??? 

quarta-feira, 13 de fevereiro de 2013

News: Novas capas para ''Harry Potter''

Como comemoração de 15 anos de publicação dos livros do Harry Potter, a editora americana Scholastic resolveu lançar novas capas para os livros! Até agora já se pode ver a capa de ''Harry Potter e a Pedra Filosofal''. Confiram:

 

Confesso que amei essa capa, se as outras seguirem o padrão e forem lançadas no Brasil, eu com certeza comprarei! Gostaram? 

Resenha: O Mistério do Círculo - Leandro Luzone


Sinopse: Em pleno século XXI, em meio a uma série de mortes misteriosas, cujos indícios revelam o ressurgimento da Inquisição, um assassino, à solta em Londres, mata as suas vítimas com instrumentos assustadores, desafiando o inspetor Kent Moreton e o seu assistente Jacques Gilly a solucionar o mistério antes que seja o fim do Círculo, uma ancestral ordem mística.Nesse contexto, um padre italiano, Gianluca Bonera, conhece Ayna Fulke, uma cientista pesquisadora de um laboratório especializado em células-tronco, em virtude da doença de sua mãe. Aos poucos, eles despertam para o amor, à medida que ocorrem os assassinatos. Porém, o que Bonera não podia imaginar é que Ayna, além de cientista, era uma sacerdotisa do Círculo.Envolvidos nessa inesperada trama policial, Ayna e Bonera participam das investigações e tentam ajudar a Scotland Yard a descobrir a verdadeira identidade do assassino. Entretanto, após a descoberta de novos indícios, a Congregação para a Doutrina da Fé – a seção da Cúria Romana que substituiu a Inquisição – torna-se a principal suspeita dos assassinatos das sacerdotisas, pela possível participação de um de seus membros.Após o convite de Ayna, Bonera conhece o Círculo e passa a acompanhar as cerimônias da Roda do Ano Celta. Apesar do ceticismo inicial, aos poucos, ele percebe um renascimento em sua espiritualidade, que lhe proporciona uma nova perspectiva de entender o mundo, esquecida através do tempo e da evolução da humanidade. 

''Quando pensamos que nossa dor é a maior nesse mundo, sempre encontramos alguém com um sofrimento maior para suportar'' Pág. 30.
Investigação, mistério, tortura, amor, misticismo, religião, valores, vida, morte, inveja, segredos, traição, doenças, injustiça, purificação, encontro com a natureza... Leandro Luzone consegue conciliar temas bastante abrangentes de maneira natural e faz com que a leitura flua a cada página. 

Ayna é uma cientista que pesquisa sobre doenças, procurando cura para o Alzheimer. Sua vida muda de diversas maneiras quando ela conhece Bonera: um padre que procura uma cura para sua mãe, portadora da doença. Intrigada com um membro da Igreja lhe procurando, quando os religiosos veem a ciência com outros olhos, Ayna encontra em Bonera um grande amigo. Enquanto isso, um serial killer faz vítimas em Londres. Vítimas conhecidas de Ayna e que chocam a cientista com a brutalidade dos crimes. 

Em um livro recheado de valores morais, Luzone representa e muito bem, os autores brasileiros. Fazendo-nos questionar sobre pensamentos que a sociedade alienada impõe como certos e mostrando-nos uma nova perspectiva de como vivemos, ''O Mistério do Círculo'' vai lhe fazer repensar suas ações e crenças. 

''[...] Para mim, o mundo que não vemos é tão real quando este que vivemos. A ciência e a Igreja deixaram as pessoas céticas quanto aos fenômenos invisíveis. Nós perdemos a nossa fé na conexão com as forças ocultas, pois estamos obcecados pelo consumismo e pelo acúmulo de bens materiais e de riquezas. A natureza ainda reagirá contra essa sociedade regida pelo materialismo e pela cobiça.'' Pág. 262.

Um livro que já entrou para os meus favoritos, numa leitura que te prende e consegue fazer você não largar o livro e descobrir o que acontece a cada capítulo rico em suspense. Com ele você vive uma viagem eletrizante pela cidade de Londres e surpreende-se com o que os seres humanos são capazes de fazer. 


terça-feira, 12 de fevereiro de 2013

Conheça o Autor: Ana Cristina Melo + Sorteio Kit Marcadores

imagem 

Ana Cristina Melo, por ela mesma: 

Nasci em 26 de março de 1972, no Rio de Janeiro, onde sempre morei. Aos 9 anos, descobri a literatura da forma mais simples, por meio dos textos contidos nos livros didáticos. Não tardou para que eu buscasse textos maiores, que me levaram à coleção Vagalume. A paixão pela leitura logo deu lugar ao bichinho-escritor. Daí, não custou para me debruçar sobre a máquina de escrever, datilografando dezenas de páginas de poemas, material que pelo caminho acabei destruindo. Aos 14 anos, numa dessas bifurcações da vida, me vi encantada pela Informática, e optei por esse caminho como profissão. Começava aí minha formação técnica, que se estenderia do ensino médio até a pós-graduação. Formei-me em tecnóloga em processamento de dados e fiz especialização em análise de sistemas, profissão que exerço até hoje. Mantendo como ocupação paralela, desde os 16 anos, a atividade de professora; até 2010 lecionei para a graduação e pós-graduação da Universidade Estácio de Sá. Publiquei quatro livros técnicos que me fizeram conhecida no meio, palestrei em eventos da área, escrevi artigos para revistas especializadas. Se quiser saber um pouquinho mais da analista de sistemas, visite meu blog http://anacristinamelo.blogspot.com.
Contudo, em 2005, a paixão pela literatura, até então represada, eclodiu sem que eu pudesse evitar, lotando minhas gavetas virtuais, ocupando os segundos livres do meu tempo, preenchendo os vãos dos meus sonhos. Para dar voz a essa paixão, comecei a participar de concursos literários, conseguindo várias classificações, que me encheram de ânimo e me deram força para buscar cada vez mais qualidade em meus textos. E para ajudar esse trabalho, participei de algumas oficinas literárias com escritores que me acrescentaram muito. E aqui deixo meu agradecimento e carinho a: Livia Garcia-Roza, Marcelo Moutinho, Moacyr Scliar, José Castello, Luiz Ruffato e Claudia Lage. Como forma de respirar literatura em todos os segundos livres, deixei nascerem alguns espaços literários. Em maio de 2008, criei o blog Canastra de Contos, que teve início como um espaço para divulgação de notícias literárias, resenhas, agenda de eventos, contos etc. Em 2011, ele deixou a característica de um espaço de divulgação, para se tornar o meu diário de escritora, aproximando o máximo possível leitor e autor. E em 2012 está de casa nova. O Canastra de Contos está no site http://canastradecontos.wordpress.com. Em novembro de 2008, nasceu o blog Ficção de Gaveta, inicialmente para ser apenas um local que me fosse de fácil consulta aos editais de concursos literários, mas, de repente, me vi oferecendo um cantinho especial para outros escritores. Em 2011, o blog foi paralisado, alcançando a marca de 260.000 acessos. Em julho de 2009, criei o site Sobrecapa (http://www.sobrecapa.com.br), dedicado aos lançamentos literários. A ideia surgiu a partir da lista de lançamentos que eu publicava no Canastra. Para compô-la, eu partia do que era divulgado nos jornais, entretanto, precisava pesquisar nome da editora, que tipo de obra estava sendo lançada, entre outras informações, ou seja, precisava ir à caça se quisesse saber mais sobre aquele livro. Por esse motivo, decidi criar o Sobrecapa, um site para ser um sofazinho virtual aconchegante, que oferecesse ao leitor o máximo de informações sobre a obra e sobre o seu autor. Em fevereiro de 2010, o site Sobrecapa cresceu e passou a abrigar o jornal virtual Sobrecapa Literal(http://www.sobrecapaliteral.com.br), do qual sou editora, contando com colaborações de vários escritores, e a lista inédita de mais vendidos, exclusiva da literatura nacional.

Confira sinopse e capa do livro: 

Caixa de Desejos - Ana Cristina Melo: 

capa do livro Caixa de Desejos 

Sinopse: Caixa de Desejos é uma novela juvenil. Conta a história da Marília, uma menina que vive com os pais, os avós maternos e o tio paterno, mas tem uma ligação muito forte com a avó paterna que mora em outra cidade. Logo no início da história essa avó morre e ela ainda tem que lidar com a chegada de uma meia-irmã que só viu duas vezes na vida. Para ajudá-la nesse processo de perda, Marília conta com uma caixa que a avó lhe deu de presente, antes de morrer. Uma caixa mágica para ela guardar seus desejos. Assim, ela vai se descobrindo, descobrindo a relação com a irmã, aprendendo a conviver na escola e entendendo como lidar com um primeiro amor que surge em sua vida.  
Adicione a sua estante: Skoob

De Volta a Caixa de Desejos - Ana Cristina Melo: 

capa De volta à Caixa de Desejos 

Sinopse: Marília, uma jovem apaixonada pela literatura, prestes a entrar na fase adulta, vive de novo as turbulências desse rito de passagem. Ela, que achava sua vida perfeita, de repente, se dá conta que está no meio de um terremoto, muito parecido com o estado do seu quarto. São muitos os abalos: as brigas dos pais que ameaçam se separar, o namorado ciumento com quem ela não tem coragem de romper, a chegada do vestibular e de um novo amor, o estranhamento de sua melhor amiga e a chegada do enigmático Joca, trazendo sonhos, revelações e suspeitas para sua casa. Além, claro, da volta da meia-irmã Francine, carregando seus próprios problemas de relacionamento. Diante de tantos conflitos, só lhe resta apelar para a caixa de desejos que vó Laurinda lhe deixou antes de morrer. A caixa e a irmã traçam o fio invisível que Marília precisa para se equilibrar e achar novos caminhos. 
Adicione a sua estante: Skoob

Confira também os livros infantis da autora, clicando aqui

Sorteio Kit Marcadores!  


Concorra a um kit de marcadores, sendo 6 marcadores da autora Ana Cristina Melo (autografados) e 2 marcadores do blog. 

Sorteio Realizado! Link AQUI

segunda-feira, 11 de fevereiro de 2013

Resenha: Peter Pan - J. M. Barrie

 

Sinopse: Peter Pan, o menino que não queria crescer, mora na Terra do Nunca – uma ilha em que moram também a minifada Sininho, os meninos perdidos, os Aborígines Silvícolas, o capitão Gancho e seus piratas, feras, sereias, golfinhos e um crocodilo. Wendy e seus irmãos João e Miguel moram em Londres. Uma noite, Peter Pan leva os três irmãos para a Terra do Nunca, onde vivem aventuras que têm encantado gerações desde 1904, quando Peter Pan, o menino que não queria crescer estreou como peça teatral. 

Ainda estou passando pela onda fofa que esse livro me deixou. Um clássico adorável que me arrependo de não ter lido antes. Conhecer Peter Pan acho que todo mundo conhece. Nunca tinha lido a história em si. Ele me fez voltar a inocência da infância, onde todas as coisas eram tão simples... quando você só tinha que se preocupar com o horário do desenho animado e... ok, foco.

O livro conta a história de Peter Pan, Wendy, João, Miguel e Sininho. Aventureiros que desbravam perigos mortais em busca de aventuras e descobertas. Tudo começa quando Peter começa a visitar o quarto dos irmãos Wendy, Miguel e João e passa a tenta-los à descoberta de um mundo até então desconhecido por eles.

''Na Terra do Nunca de Wendy, ela morava em uma cabaninha feita de folhas, com um lobinho de estimação. Às vezes, ela era uma sereia que passava o dia todo despenteando a cabaleira dourada de três metros ou nadando com golfinhos prateados.
Na Terra do Nunca do João havia sete tribos de índios. Cada dia da semana, ele morava em uma taba e nadava em um lago com muitos flamingos voando por cima. De vez em quando, o João laçava um flamingo com uma corda e domava, como em um rodeio.
A Terra do Nunca do Miguel era um berço gigante com vários cadeirões, onde os pais, os irmãos e a Naná ficavam sentados e ele podia dar doces, sopa ou remédio na boca de cada um. Como queria sempre imitar o irmão mais velho, mas nem sempre entendia o que ele falava, na ilha do Miguel tinha um flamingo com várias lagoas voando por cima.'' Pág 14. 

Peter era um garoto que fugiu quando ainda tinha um aninho e desde então viveu no mundo até encontrar (ou criar) a Terra do Nunca. Servindo de chefe para crianças perdidas ou animais domáveis, ele comanda a Terra e vive em paz... pelo menos até seu inimigo Capitão Gancho aparecer e colocar tudo em perigo.

Wendy é filha de pais conservadores que só se importam com o que a sociedade pensa ou deixa de pensar. Seus irmãos são apaixonados por aventura, enquanto ela... por romances. Eles não perdem a oportunidade e resolvem sair em busca disso tudo numa terra prometida por seu visitando Peter. Fogem voando pela janela.

E, com certeza acontecem aventuras maravilhosas e imperdiveis nessa viagem... aventuras inenarráveis até J. M. Barrie colocá-las no papel. Aventuras que prevalecem e prevalecerá durante séculos. Aventuras que estão apenas esperando você para desbrava-las...

''Dizem que algumas mães abrem a tampa da cabeça dos filhos enquanto eles dormem e arrumam os pensamentos e as ideias que estão lá em forma de palavras, como se dessem um jeito em um móvel com prateleiras e gavetas, cheio de coisas.
As mães fazem essa arrumação de modo que tristeza, inveja, raiva e outras coisas ruins ficam na parte que não se vê e acabam esquecidas. E por cima ficam as coisas boas: as amizades, os planos, as piadas, as histórias engraçadas. Assim, quando os filhos acordam, estão animados, otimistas, prontos para viver um grande dia'' Pág 15. 

E quanto a edição??? Galera, a FTD se superou... desde a capa até diagramação. Com ótimas ilustrações, adaptação ótima, é indicada ao público infantil mas Flavio de Souza tornou ela acessível a qualquer público. Desse jeito, dá uma vontade de ser criança!

domingo, 10 de fevereiro de 2013

Tempo é dinheiro!

Estudos apontam principais ''ervas daninhas'' que prejudicam a maioria dos profissionais no trabalho. São elas:

-Procrastinação - Aquilo que acontece com praticamente todos nós: Deixamos tudo para depois e quando vemos, temos uma montanha de tarefas que poderiam ser bem distribuídas ao longo do dia. Além disso, muitas vezes acabamos perdendo o prazo.

-Perfeccionismo - Refazer coisas que já estavam boas, encontrar defeito em tudo... ''A pressa é inimiga da perfeição'' mas se compararmos com ''tempo é dinheiro'' o perfeccionista faz o trabalho se tornar mais lento e dificulta o relacionamento no trabalho.

-Desorganização - A ''rainha do caos'' se torna uma das suas maiores inimigas no processo de querer ganhar tempo. Enquanto você poderia estar executando uma tarefa, você para procurando algo.. coisa que não aconteceria em um lugar organizado. Uma dica? Tenha uma agenda!

-Falta de disciplina - Ter um projeto de vida todos temos, seja ele comedido ou sonhador. Na hora de executar isso pondo ordens em sim mesmo é que o problema aparece. Deixar de fazer algo importante para assuntos triviais ou dar uma olhadinha no facebook te faz perder o foco e acabar deixando tudo para depois, reiniciando o ciclo com a procrastinação. Cuidado!

Um livro sobre isso? ''Tempo é dinheiro - Lionel Shriver''  

Tempo é Dinheiro  

Sinopse: Shep Knacker sempre economizou para a “Outra Vida”: um retiro idílico no Terceiro Mundo, onde um modesto pé-de-meia poderia durar para sempre. Os engarrafamentos de Nova York seriam substituídos por tempo para “falar, pensar, ver e ser” – e por horas de sono suficientes. Quando ele vende sua empresa de consertos domésticos por um milhão de dólares, parece que seu sonho finalmente será realizado. Ainda que Glynis, com quem é casado há 26 anos, sempre arrume desculpas e diga que nunca é o momento certo para partirem. Cansado de trabalhar como um peão para o idiota que comprou sua companhia, Shep anuncia que está de mudança para uma ilha na Tanzânia, com ou sem a esposa.Recém-chegada de uma consulta médica, Glynis também tem um anúncio a fazer: Shep não pode ir a lugar algum. Ela está doente e precisa desesperadamente de seu plano de saúde. Mas o convênio cobre apenas parte das despesas incrivelmente altas do tratamento, e o pé-de-meia de Shep para a Outra Vida parece se desfazer a cada dia.Um romance brutalmente honesto, Tempo é Dinheiro acompanha as transformações de um casamento que é posto à prova ao mesmo tempo que se fortalece com as exigências de uma doença grave, e se revela uma inesperada oportunidade para a ternura, a renovação da intimidade e o humor ácido. Em uma pesada crítica aos sistemas de saúde, Lionel Shriver se atreve a fazer a temida pergunta: quanto custa a vida de uma pessoa?

sexta-feira, 8 de fevereiro de 2013

Conheça o autor: P. P. F. Simões


 

P.P.F. Simões, pseudônimo de Plínio de Paula Simões Filho, formação superior em Pedagogia e trabalha atualmente em inclusão social para portadores de necessidades especiais, em específico, pessoas Surdas.
Veio de uma Família cujo berço religioso é a denominação e seita das Testemunhas de Jeová, não obstante, não concordando com as idéias, costumes, cultura e meio hierárquico desta religião, se afastou.
Desde a infância havia o hábito pela leitura, sendo Monteiro Lobato, Hans Chris Andersen, Ana Maria Machado, mangas (histórias em quadrinhos nipônicas) e entre outras leituras bem como enciclopédias e livros de astronomia. A paixão em escrever que se iniciara em meados dos dezesseis anos, aflorava-se a cada novo livro lido tornando os que estavam na minha cabeceira desde os grandes clássicos como Irmãos Karámazov à livros de literatura contemporânea, por exemplo, o experimentalismo de Milton Hatoum e Cristovão Tezza aos romances surrealistas de Neil Gaiman, enfim, um gosto peculiar por uma literatura ampla de vários generos. Mas o livro "culpado", que impulsionou o escritor a começar seus primeiros rascunhos fora o romance estadunidense do escritor J. D. Salinger, O Apanhador no Campo de Centeio. Desde então, não parou mais. 

Confira sinopse e capa do livro:  

Ordem e Progresso - P. P. F. Simões: 

 

Sinopse: Samantha Albuquerque com veemente esforço conquista o sonhado diploma de pós-graduação e finalmente surge a oportunidade tão esperada para trabalhar em sua área, assim que é contratada a ingressar no IMCSP (Imigrantes da cidade de São Paulo). Não obstante, todos os países do mundo começam a sofrer fenômenos naturais e sobrenaturais causando um grande alvoroço na mídia escrita e virtual, nas conversas pelos corredores de multinacionais e nos bares de esquina. Com exceção ao único país que parece ser isento desta estapafúrdia, sendo a nossa pátria amada. E sem se dar conta, seja a própria personagem ou o governo brasileiro, Samantha terá que se virar sozinha numa repartição pública sem nenhum recurso, esbarrando na burocracia constantemente, ficando impotente em ajudar os novos imigrantes que em nosso país não cessam em chegar, que atravessam as fronteiras com o único objetivo de sobrevivência. Entrementes, a história é narrada por uma terceira pessoa apaixonada por Samantha, demonstrando seus histéricos surtos de ciúmes no decorrer do relato até o momento em que a personagem é pedida em casamento pelo então noivo Albertino. O narrador quer a todo o momento convencer o leitor com argumentos retóricos, acusando o noivo de traição e racismo, de que ambos não podem ficar juntos. Augusto Comte escrevera: "O Amor por princípio e a Ordem por base; o Progresso por fim". Esse pensamento positivista é, de maneira inusitada, o lema nacional de nossa pátria amada, estampada como símbolo na bandeira do Brasil e conhecido por todos. A protagonista Samantha Albuquerque tenta desvencilhar-se em meio a clichês sociais, questões contemporâneas brasileiras e uma sociedade dominada pelos seus próprios mitos, para obter sua ordem, seu progresso e seu amor, num relacionamento que poderia muito bem ser convencional. 

Adicione a sua estante: Skoob
''Em breve resenha no blog!''   

~todos os autores dos posts 'Conhecendo o Autor' são parceiros do blog~